LZD

NOVAS TIPOLOGIAS DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL SUSTENTÁVEIS PARA O ESTADO DE SÃO PAULO

Tabuão da Serra, SP

2010

 

Concurso CDHU e IAB SP

Menção honrosa na categoria

"Edifícios de 06 e 07 Pavimentos"

 

Área construída

27225,00 m²

 

Arquitetura

Zeca Franco

Angela Lourenço

Cesar Jordão

Christiane Duarte Teixeira

Clarissa Fontes Paes

Danielle Carrilho

Hervé Logéat

Jackeline Garcia

Lina Correa

Olivia Marra

 

Cálculo estrutural

Leonardo Perazzo

 

Orçamento

Fabiana Reis

O terreno de Taboão da Serra tem topografia e orientação a sugerir uma arquitetura eficiente e de solução simples. Desde a primeira modelagem, suas curvas de nível mostraram como ocupar os espaços ainda disponíveis, ensinando a traçar os novos caminhos e edifícios. Entretanto, os lotes apresentados e as ruas existentes contrariavam as configurações topográficas, prejudicando uma ocupação mais harmoniosa. Por isso, começamos o trabalho pela abertura de novas vias, mais adaptadas aos desníveis existentes e articuladas com o sistema viário vizinho. As três áreas obtidas com este novo desenho, num total de 18720,00 m2, vão receber 18 blocos com 319 apartamentos no total. As densidades resultantes são: 170 unidades ou 850 pessoas por hectare.

 

O conjunto, com disposição em linha na direção das curvas de nível, será servido por corredores coletivos. A cada 40 metros, escadas permitirão o acesso aos diversos pavimentos e aos vários níveis do terreno.

 

A orientação do terreno, com eixo norte sul na sua longitudinal, favorece o conforto nas unidades. Os corredores de acesso, para oeste, vão protegê-las do sol da tarde. Banheiros e cozinha, nesta fachada, terão luz e ventilação naturais.  Os quartos serão orientados para leste e a sala, disposta na transversal do edifício, vai ter acesso pelo lado oeste e zona de estar a leste. A dimensão reduzida na transversal dos blocos vai permitir amplitude visual e que correntes de ar atravessem os apartamentos proporcionando mais conforto. As partes comuns, não enclausuradas, contarão com luz e ventilação naturais, revelando-se, também, mais seguras pela forma como se expõem e pela ausência de cantos ou esconderijos.