LZD

PORTO OLÍMPICO

Centro, Rio de Janeiro, RJ

2011

 

Concurso IAB RJ

 

Arquitetura

Zeca Franco

Iso Milman

José Paulo de Bem

Lina Correa

Mariano Camara

Manuel Araújo

Olivia Marra

César Jordão

Christiane Duarte Teixeira

Thiago Grabois

Tiago Tardin

 

Paisagismo

Cássia Mariano

A ocupação proposta para os terrenos a leste e a oeste da Francisco Bicalho tem desenhos resultantes de fortes condicionantes urbanísticas.  O partido adotado para o lote oeste consolida-se com sua divisão em dois ao ser cortado por um braço da Av. Pedro II cujo desenho vai ser alterado antes do encontro com a Bicalho.  Nesse momento define-se uma torre de 150 m para o Centro Empresarial e o Hotel no lote resultante ao norte.

 

O Centro de Convenções conecta-se ao edifício alto e alonga-se na direção sul onde se encontra com o Centro de Exposições cujas instalações vão se estender por toda a extensão do terreno restante, contornando-o. Estacionamentos serão enterrados em dois níveis. Ao nível do segundo subsolo ficará o pátio de carga e descarga. A configuração arquitetônica do volume do edifício alto prevê terraço a meia altura de sua extensão vertical para espaço de ambiência e solução de absorção de poluentes e arejamento. Aberturas menores em todo o restante da fachada terão função semelhante. Este artifício também será empregado nas construções da área leste.

 

Decisões de caráter sócio-ambiental conduziram o projeto de ocupação da área leste a configurações especiais pelo uso das vigas de aço remanescentes da demolição do elevado da perimetral e pela reciclagem e reaproveitamento de resíduos derivados da demolição das pistas de concreto da via expressa na pré-fabricação de componentes modulados. Neste terreno um dos galpões existentes, pela excelência de sua construção em perfis metálicos aparafusados e à sua perfeita integração funcional e espacial ao novo conjunto edificado, vai assumir papel importante no redesenho do sistema viário e das quadras. Antes de ser ocupado por comércio, cinemas, bares e restaurantes, vai abrigar a equipe responsável pela usinagem das vigas metálicas. Todos os edifícios projetados, nos lados leste e oeste vão contar com iluminação e ventilação naturais.